Reflexões - 24/10/2017 -->
 
Grandes tesouros...

287 acessos

     Entre as mensagens essenciais à nossa existência, através do respeitado médium Francisco Cândido Xavier, o Espírito André Luiz nos diz: 'Qual ocorre a qualquer construção mecânica, seu corpo físico pode ser empregado para edificar ou destruir, devendo trabalhar em ritmo uniforme para isentar-se da ferrugem e combater o próprio desgaste. Em você existem as causas da sua derrota e vibram as forças de seu triunfo.'

     Todos nascem com as 'ferramentas' indispensáveis à manutenção dos valores, da paz e das diretrizes para progredir. Muitos chegam ao Planeta sem algum dos 'instrumentos', mas Deus oferece o necessário à evolução, fortalecendo os benefícios dados a cada um. Isso aumenta a responsabilidade, pois, com essas dádivas não se pode alegar falta de condições para a caminhada. Eis alguns tesouros para nossa jornada:

     Um auto-falante adaptado à garganta. - Nosso aparelho fonador permite fluírem palavras de nossa boca. O objetivo é sempre usá-las na construção do que é bom e útil. Se gritamos, xingamos, maldizemos, não aproveitamos bem esse recurso abençoado. Falando com amor e calma, utilizamos corretamente e atendemos a propósitos elevados e que contribuem para um mundo de mais paz e união entre os seres...

     Duas câmeras fotográficas incrustadas nos globos oculares. - Nossos olhos nos permitem visualizar o que a vida tem para nos mostrar. Também nisso há a intenção de vermos sempre o belo. Infelizmente nem tudo é beleza, mas não devemos olhar o que não é bonito e o divulgá-lo. Sempre podemos buscar as partes melhores, vendo o lado positivo de tudo e todos, usando olhos e boca para a edificação. Não há ninguém perfeito, como não há ninguém desprovido de valores. É no meio dos espinhos que as rosas florescem. Cumpre-nos olhar os jardins humanos e enxergarmos as lindas flores no meio da folhagem...

     Dois gravadores de som encobertos pelas orelhas. - Nossos ouvidos captam diversificados sons: as palavras faladas, repletas de ternura e serenidade, ou as que são lançadas com fúria e negativismo. A nós nos compete selecionar para ouvirmos o canto do trigo, nunca o joio. A voz da natureza está em toda parte, até no silêncio, onde podemos ouvir as mais belas palavras de Deus, que nos fala da plenitude da existência. Ouvindo e vendo, optemos pela visão e voz do que embala o coração e conforta a mente. Jesus, O Mestre dos mestres, nos alerta sobre termos olhos de ver e ouvidos de ouvir; sentidos de sentir...

     Um guindaste preso em cada ombro. - Nossos braços são expoentes das nossas intenções. Cada gesto relata uma emoção, pois o corpo fala, com a boca e outros membros. Os braços trabalham nas mais diferentes funções, e nisso está um dos méritos da sua boa utilização. Uns usam-nos para destruir vidas, outros para reverter quadros e salvar vidas. Ao apontarmos o dedo numa direção, esse gesto relaciona-se ao que falamos, vimos e ouvimos. Direcionado ao mal, incorremos em equívoco, ignorando que os outros dedos estão apontados para nós mesmos, pois o que julgamos no outro é o que também ainda habita em nós. Usemos os braços e toquemos as fontes cristalinas e mansas do rio da nossa trajetória, eliminando atritos, mágoas e ódios, clareando caminhos, fortalecendo caídos, alimentando ideais, incentivando, pacificando. Estendamos as mãos como bálsamos a todos, num abraço coletivo, no cântico da harmonia...

     Dois suportes locomotores fixados ao tronco. - Nossas pernas são colunas móveis que nos levam ao despenhadeiro e ao lodaçal, ou ao campo de ar puro e em plena floração. Caminhamos em direção ao pântano ou à terra que nos envolve em boas energias. Os pés podem pisotear esperanças ou ir em direção aos necessitados de nossa palavra, nosso olhar, nossa atenção para ouvir, nossos braços que acolhem, animando e contribuindo para o rendimento da vida. Optemos pelo que melhor responda aos convites do Criador. Em nós está a queda ou a solução. Deus está no comando do veículo. Nossos pés são as rodas. E nós escolhemos entre nos perdermos pelo caminho ou por cumprirmos corretamente o nosso roteiro...

     Temos o coração, a mente e muitos outros 'mecanismos' interdependentes, para o bom funcionamento da nossa máquina orgânica e utilizarmos na luz que brilha e vivifica sonhos. E acima de tudo, o nosso pensamento é eletricidade que movimenta todas as 'peças' para fins elevados. Falemos de amor, olhemos e ouçamos com amor, abracemos e caminhemos distribuindo amor. Aproveitemos cada oportunidade de sermos úteis, pensando, sentindo, vivenciando amor. Nossa passagem pela Terra deixa as marcas do que fizemos com os tesouros a nós concedidos. Nosso corpo pode ser sol, na sublime canção da vida, lançando raios luminosos e vitais para todos. Vibremos luz e ela iluminará nosso caminho, plantemos gentileza e também a colheremos, doemos amor e ele será nossa mais doce companhia. Carpe Diem! Abraços... 

Colunista
Ademir Fernandes
(Núcleo Cristão Espírita)
E-mail: adfesogp@gmail.com
Perfil no Facebook

(Para me adicionar, peço a gentileza de enviar uma mensagem, identificando-se)
Comentários:

Ademir Fernandes - Juiz de Fora - 23/11/2017
Obrigado pelo carinho de sempre, querida amiga Evelise. Saiba que suas palavras fazem diferença positiva, nos impulsionam na continuidade deste trabalho, que objetiva a luz e a paz para todos nós. Abraços...


Evelise de Almeida Castro - Centro- São João Nepomuceno - 04/11/2017
Lindo texto! Fala ao coração... Refletindo...

Ademir Fernandes - Juiz de Fora - 02/11/2017
Obrigado pelas palavras de carinho, meu querido amigo Sinesio. É este apoio que nos ajuda na busca da inspiração para escrevermos sobre os valores éticos e morais. Abraços...

Sinesio Guimarães - Juiz de Fora- Centro - 28/10/2017
Você como sempre, surpreendente. Escreve com muita sutileza e com a leveza que Deus lhe deu... Grande abraço, querido amigo. Siga em frente

Ademir Fernandes - Juiz de Fora - 25/10/2017
Obrigado pelo carinho, querido amigo Jack Anderson. Suas palavras de apoio muito me incentivam a continuar esta atividade que gosto de desenvolver. Paz e saúde, força, fé e foco para sua existência e dos seus entes queridos! Abraços também no seu coração...

Jack Anderson Lopez - Baltimore - 25/10/2017
Excelentes reflexões, my dear friend and brother Ademir. Você sempre nos apresenta algo que muito bem faz à mente e ao coração. Parabéns! Você sempre escreve de forma agradável a todos. Quero ver um dia você lançando também seus livros. Deus abençoe sua vida e dos seus familiares e amigos. Big hug in your heart.


Outros artigos:
A felicidade...
  
   Comente!

___________________________________________________________________________________________________________
© direitos reservados desde 2008 -  benficanet.com - contato@benficanet.com